Potencializando idéias

Da última vez que voce quis ir ao teatro, qual foi a primeira coisa que voce pensou? Podem ter sido variados motivos: Diversão, sair com alguém, curiosidade cultural, quebra de rotina etc. Seja lá qual foi o motivo que o levou a querer ir ao teatro, tão logo voce decidiu realmente ir alguma coisa começou a acontecer na sua mente, voce começou a planejar. Sua intenção foi seu objetivo, e esse automaticamente passou a estimular seu processo natural interno de planejamento, tão logo voce desejou agir seu cérebro automaticamente ativou todos os seus princípios e valores e moldou suas ações de acordo com sua intenção, veja bem, voce não necessáriamente raciocinou conscientemente em seus princípios ao decidir ir ao teatro mas raciocinou dentro deles: padrões quanto á qualidade da peça, a localização, capacidade financeira, conveniência, conforto – Todos esses e outros itens tiveram um papel na sua escolha. Em qualquer situação, seu objetivo e princípios são o ímpeto definidor e as fronteiras do seu planejamento.

 

Depois de decidido ir ao teatro, quais foram seus próximos pensamentos? Provavelmente voce imaginou um quadro positivo que aquela ação lhe traria – a atmosfera, a diversão que voce teria, o desfecho e assim por diante. Essa foi sua visão do resultado, enquanto seu objetivo foi o porquê de voce ter saído para o teatro a sua visão  foi uma imagem do o quê – o que melhor traduziria no mundo físico a realização do seu objetivo (cheiros, sonoridade, aparência etc)

 

Após já ter sua visão bem definida e ter se identificado com ela, o que é que sua mente passa a fazer? Agora começa o processo de Brainstorming nossa mente passa a fazer perguntas criativas que surgem de forma natural e expontânea em nosso cérebro depois que nos comprometemos a atingir algum resultado. ‘’Que horas será o teatro?’’  ‘’Será que vai ter algum restaurante aberto depois?’’ ‘’ Como está o tempo?’’ ‘’Tenho gasolina o suficiente?’’ ‘’Que roupa devo usar?’’. Seu cérebro percebe o que chamam de ‘’dissonância cognitiva’’ que nada mais é do que a diferença entre o resultado em que ser quer obter e o estado atual das coisas, nesse primeiro momento o cérebro faz um reflexão de forma aleatória do que é necessário para se atingir o resultado final.

 

Depois de já ter obtido um número suficiente de idéias e detalhes não há como evitar organiza-los. Você encontra uma ordem lógica para as coisas, nesse momento você pensa: Talvez eu devesse ligar para fulano para ver se ela quer ir e depois verificar se ainda tem ingressos e ai sim reservar os lugares no restaurante para depois da peça. Sua mente passa a automaticamente classificar as ações pertinentes em componentes (subprojetos) com prioridades e/ou seqüências de eventos.

 

Finalmente se você ainda continuar firme com a idéia de ir ao teatro, você se concentra na próxima ação que precisa ser feita para que o primeiro componente realmente aconteça.

 

Percebam que naturalmente, sem muito esforço e praticamente diariamente, nossa mente passa por todas as cinco fases do planejamento, é assim que nosso cérebro cria as coisas. Você tem uma compulsão por fazer algo, visualiza o resultado; gera idéias que podem ser relevantes; classifica essas idéias dentro de uma nova estrutura; e define uma atividade física que pode começar a transformar o plano em realidade. Nós fazemos isso naturalmente, sem pensar demais.

 

O problema é, será que esse processo reflete a forma como planejamos NOSSA VIDA? Será que é assim que funciona o planejamento do novo projeto da sua empresa? É assim que você planeja as coisas em sua vida?

 

Responda a essas perguntas, Voce já tem bem claro o objetivo principal do projeto e já comunicou todos que precisam saber? Já conformou os padrões e comportamentos aos quais terá de aderir para que o projeto seja bem sucedido?

Já idealizou o sucesso e considerou todas as coisas inovadoras que poderão resultado, se voce o conquistar?Já colocou na mesa todas as idéias possíveis – tudo o que você precisa levar em consideração que posas afetar o resultado? Já identificou a missão, componentes críticos e marcos chaves e itens a serem executados?

 

David Allen autor do livro Getting Things Done (fonte desse post) afirma que se você é como a maioria das pessoas, a resposta coletiva a essas perguntas é não, é bem provável que você não tenha implementado pelo menos alguns componentes do modelo de planejamento natural. “É difícil tentar abordar qualquer situação de uma perspectiva que não corresponde ao modo como a mente naturalmente funciona” disse David, as pessoas fazem isso o tempo todo, mas esse procedimento quase sempre provoca uma falta de clareza e um stress cada vez maior, nas interações com os outros isso deixa a porta aberta para que os egos, a política e as agendas ocultas dominem a discussão, e se for só você, a tentativa de vir com uma “boa idéia” antes de definir o seu objetivo, criar uma visão e coletar um monte de más idéias iniciais vai virar, muito provavelmente, um caso de constipação criativa finaliza o autor.

 

Onde eu quero chegar é, muitas vezes não é que tenhamos sempre más idéias ou nossos projetos sejam poucos criativos, a questão é que na maioria das vezes tentamos construir coisas ou criar planos de um modo que não corresponde ao modo como a mente naturalmente funciona, se passarmos a utilizar o método natural descrito acima, poderemos potencializar nossa criatividade e a qualidade de nossas idéias e projetos.

 

Você pode tentar sozinho agora, escolha um projeto qualquer que novo ou parado que você tenha, pense em seu objetivo, em como seria um resultado bem sucedido (idealize mesmo esse resultado, DESCREVA detalhadamente como seria atingir esse resultado) faça um brainstorm sobre as etapas potenciais, organize as idéias e por ultimo decida as próximas ações, com certeza depois disso você terá mais clareza sobre onde quer chegar e como chegar la.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s